pe.abra

Na abertura do Fórum Gestão à Mesa, CEO da Galunion Consultoria para Food Service destaca que é preciso reconhecer mudanças no estilo de vida de clientes do setor de alimentação fora do lar influenciadas pelo mundo digital




“O boca a boca mudou”. Foi essa a mensagem passada por Simone Galante, CEO da Galunion Consultoria para Food Service aos mais de 300 congressistas que lotaram o painel de abertura do Fórum Gestão à Mesa, na manhã desta quinta-feira (13), em São Paulo. “Os canais digitais estão influenciando 50% nas decisões de consumidores em restaurantes”, disse Simone. Anualmente, o Google contabiliza 127 bilhões de buscas por comida. A palavra restaurante é responsável por 10 bilhões de buscas e 500 milhões de aplicativos de comida foram baixados em um ano. O termo “Comida perto de mim” foi pesquisado 3 bilhões de vezes. Os números impressionam e, segundo Simone, impõem seis desafios aos empresários e gestores de bares e restaurantes:

1. Ser encontrado;
2. Ter um propósito;
3. Ter uma oferta relevante;
4. Tempo e novas ocasiões de consumo;
5. Saber gerir com dados e algoritmos;
6. Gerar experiências significativas.

“As novas gerações são orientadas por valores, são conscientes sobre saúde, hiper conectados, dependentes do ‘tech’ e possuem ‘fome de tempo’". Por conta disso, é preciso que o estabelecimento do setor AFL represente um sistema de valores que se associe com o que os consumidores gostariam de se associar. “Uma pessoa jovem vai postar sobre a minha marca? Temos que nos fazer essa pergunta e termos muito cuidado nessa revitalização”, disse.

Debate com conceituados especialistas

Após sua apresentação, Simone Galante chamou um time de peso para o painel de abertura do Fórum Gestão à Mesa. Subiram ao palco Antonio Leite, CEO do Grupo Trigo; Edmour Saiani, sócio fundador do Ponto de Referência e Rodrigo Miranda, fundador do Zaitt & Shipp. Responsável pela rede de restaurantes Spoletto, Antonio Leite apontou as mudanças necessárias para que a marca evoluísse sua reputação no mercado. “Temos hoje ingredientes que atendem o desejo dos nossos novos consumidores, produtos que em 2009, seriam considerados uma heresia”.

O desafio do delivery

Outro ponto destacado no debate foi a questão do delivery, palavra em voga para todo empresário do ramo. A CEO da Galunion atentou para os impactos da operação de entrega de comida em todo o setor. “Muda tudo e vários pontos merecem atenção. Mudanças virão, como, por exemplo promoções por tipo de cliente, menu específico, novos tipos de embalagem, área própria para produzir e despachar os produtos, novas formas de comunicação e fidelização com o consumidor”.

Para Rodrigo Miranda, o delivery pode ser um grande democratizador para a comida funcional, saudável. “É um movimento interessante, não é uma moda passageira, é um novo hábito”. Um dos líderes da Zaitt, mescla de delivery para bebidas via aplicativo e espaço para eventos, Miranda apontou elementos que cada vez mais incentivam as pessoas a buscarem por produtos e serviços de uma maneira mais inteligente: geolocalização, comodidade, automação. Já Edmour Saiani destacou o que chamou de “Futuro 3D”, onde três temas devem permear as escolhas dos empresários, não só em delivery: onde eu quero ir, quem eu quero ajudar e quem vai me ajudar.

Sobre o Fórum Gestão à Mesa:

Organizado pela Abrasel em parceria com a Fispal Food Service, o Fórum Gestão à Mesa é o maior evento de conhecimento e inteligência em gestão para o setor de alimentação fora do lar no Brasil. O patrocínio é da Cielo e iFood Shop. Em 2019, são mais de 25 nomes de peso que conduzem os temas, divididos em três palcos simultâneos: gestão e estratégia de negócio, marketing & digital e tendência e inovação. Os participantes escolhem quais paineis e palestras oferecem os conteúdos mais relevantes para o sucesso de seus negócios. Acompanhe o site e as redes sociais da Abrasel e confira a cobertura em tempo real.

Compartilhe conteúdo do Fórum usando a tag: #FGM2019

Comentários