pe.abra

Solenidade de abertura do mais importante evento de conhecimento e relacionamento para o setor de alimentação fora do lar reúne 600 convidados, entre conceituados líderes políticos e empresariais na capital federal

A simplificação do empreender no Brasil foi a tônica da solenidade de abertura do 31º Congresso Abrasel | Mesa ao Vivo Brasília, que ocorreu nesta terça-feira (13), na capital federal. Com o tema “Há Brasil, Abrasel. A partir das ruas, a união que transforma”, o evento contou com a presença de importantes líderes políticos e empresários que debateram as mudanças necessárias para a construção de um Brasil Novo.

Compuseram o dispositivo de honra o presidente do Conselho de Administração Nacional da Abrasel, Paulo Nonaka; o líder do Conselho Nacional da Abrasel, Newton Pereira, o presidente-executivo da Abrasel, Paulo Solmucci; o vice governador do distrito federal Paco Britto; o presidente da Frente Parlamentar de Comércio, Serviços e Empreendedorismo, deputado federal Efraim Filho; o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno; o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa; o secretário especial da Previdência Social, Rogério Marinho; o diretor-presidente do Sebrae Nacional Carlos Melles; e o presidente da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), George Pinheiro.

Momento histórico

Em sua fala de abertura, Paulo Solmucci ressaltou o momento histórico de convergência vivido pelo País, onde sob a liderança do governo federal, os poderes executivos e legislativos se mostram alinhados para ouvir a pauta das ruas e oferecer soluções para simplificar o empreender e melhorar a qualidade de vida do País. “Nós precisamos destravar o Brasil, desburocratizar, desregulamentar. Tenho certeza que esse é o objetivo dos líderes que aqui estão. Recebemos um mandato dos cidadãos e nessa caminhada não tenho dúvidas que coisas maravilhosas ainda vão acontecer”, disse.

Rogério Marinho também enalteceu a importância e força dos bares e restaurantes na criação de empregos e desenvolvimento da economia nacional ao dizer que esta é a atividade mais democrática do País. O secretário da Previdência corroborou a fala do presidente da Abrasel ao afirmar que as transformações que estão acontecendo no Brasil contemplam o sentimento da população e foi incisivo ao dizer também que “o solo está fértil para as mudanças que ainda virão”. Junto ao ministro da Economia, Paulo Guedes, Rogério Marinho está empenhado agora na questão da reforma tributária, essencial, segundo ele, para a desburocratização. “Estamos trabalhando numa difícil ruptura na estrutura política vigente. Mas temos um parlamento receptivo às ideias para a construção de um país mais maduro economicamente”, disse.

A capacidade dos bares e restaurantes serem grandes geradores de empregos também foi destacada na fala do secretário Carlos da Costa, que afirmou seu desejo por um País mais livre para que as pessoas façam suas paixões profissionais, “que certamente não é pagar imposto complexo, passar horas lendo normas editadas todos os dias, enfrentar auditores cada vez mais arbitrários, se entristecer com proibições e não se decepcionar com mais obrigações que não fazem sentido. É sim inovar, uma paixão por gerar empregos e atender o seu cliente”, enfatizou.

“Nosso desafio hoje é valorizar quem produz”, pontou Efraim Filho. Segundo ele, a atual agenda econômica tem a missão de fazer com que o Brasil encontre o caminho do desenvolvimento. “Enfrentamos a Medida Provisória da Liberdade Econômica, que traz o conceito tão desejado da desburocratização. Não podemos nos abater por críticas. Empregador, empreendedor, empresário não é vilão da história, nós somos heróis da resistência”, disse, sob os aplausos da plateia.

O diretor-presidente do Sebrae, Carlos Melles, também enfatizou o abraço do parlamento aos desejos das ruas por uma agenda liberal. “Há muito tempo esperávamos por isso. São medidas que com certeza irão ajudar a micro e a pequenas empresas, principais formadores de emprego no País”, disse.


Programação até 15 de agosto

O 31º Congresso Abrasel segue até o dia 15 de agosto no Centro Universitário IESB, com palestras de conceituados líderes empresariais e chefs de cozinha com temas que irão ajudar os empresários do setor de alimentação fora do lar a inovarem e aumentarem a produtividade em seus negócios. Junto da programação técnica, os participantes poderão desfrutar do Lounge de relacionamento Abrasel, com a presença dos principais parceiros da entidade. E, em paralelo, é realizado o Mesa ao Vivo Brasília, pelo 8º ano.

O 31º Congresso Abrasel é a uma realização da Abrasel em parceria com a revista Prazeres da Mesa e o Centro Universitário IESB. Os patrocinadores são: Alelo, Ambev, Banco do Brasil, Coca-Cola Brasil, Ecolab, Philip Morris Brasil, Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Sodexo, Souza Cruz, Stone e Ticket. A parceria é com a Unecs. Os parceiros de mídia são o jornal Correio Braziliense, e as revistas Prazeres da Mesa e Bares e Restaurantes. Os apoiadores são Camanor, CNC Sesc e Senac, Fispal Food Service, Secretaria de Turismo do Distrito Federal e Tres. O apoio institucional é do Sebrae.

Comentários