pe.abra

Palácio do Campo das Princesas, no Recife

Palácio do Campo das Princesas, no Recife - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O governador do Estado, Paulo Câmara, assina decreto publicado na edição desta quinta-feira (30) do Diário Oficial do Poder Executivo que estende o estado de calamidade pública por causa da Covid-19 em Pernambuco até 31 de dezembro de 2021.

Os efeitos do decreto entrarão em vigor nesta sexta-feira (1º). Um texto anterior, publicado no último dia 15, mantinha a calamidade pública até 11 de dezembro.

Entre as considerações para a baixa do decreto está "o ritmo lento da imunização da população brasileira contra a Covid-19".

Com a publicação, municípios e o Estado seguem autorizados a adotar medidas necessárias para combater a calamidade pública de forma menos burocrática no ponto de vista fiscal, diante do contexto de urgência da pandemia.

O texto também considera a necessidade da manutenção de medidas sanitárias e administrativas voltadas ao enfrentamento à pandemia.

"O prazo de vigência deste decreto poderá ser ampliado, caso as circunstâncias que ensejaram sua edição se mantiverem", cita o texto.

Coronavírus em Pernambuco

O Estado totaliza 620.174 casos confirmados da Covid-19, sendo 53.972 graves e 566.202 leves, e 19.724 mortes, além de 557.278 pacientes recuperados da doença.

Pernambuco aplicou 9.906.917 doses de vacinas contra a Covid-19 na sua população, desde o início da campanha de imunização, em 18 de janeiro de 2021.

Com relação às primeiras doses, foram 6.376.401 aplicações (cobertura de 71,59% da população em geral). Do total, 3.509.182 pernambucanos (39,40%) já completaram seus esquemas vacinais, sendo 3.336.109 pessoas que foram vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outros 173.073 pernambucanos que foram contemplados com vacina aplicada em dose única. Em relação às doses de reforços (terceira dose), já foram aplicadas 21.334 doses.

Fonte: FOLHAPE

Comentários