Programa Qualidade na Taça capacita profissionais do setor

Parceria entre Ibravin, Sebrae e Abrasel oferece aulas presenciais e online

Profissionais que atuam no setor de bares e restaurantesde Pernambuco podem realizar gratuitamente o curso Qualidade na Taça, oferecido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O projeto objetiva aumentar em 15% a comercialização dos vinhos, espumantes e sucos de uva brasileiros no mercado interno até o final de 2016, através da qualificação do serviço do vinho junto ao setor de alimentação fora do lar e pequenos negócios. Todos da área que desejem participar devem se inscrever através do sitequalidadenataca.com.br.

Os profissionais vinculados aos estabelecimentos associados à Abrasel em Pernambuco terão a opção de se inscrever para o módulo presencial do curso, que acontece no próximo dia 18 de abril, a partir das 8h, no Onda Mar Hotel, em Boa Viagem, e conta com vagas limitadas. Os aprendizes participam de oito horas de aulas teóricas e práticas.Para o presidente da Abrasel em Pernambuco, André Araújo,os empresários devem investir no treinamento dos seus funcionários. “A qualificação dos profissionais do setor de alimentação fora do lar é um dos pontos mais importantes quando falamosda qualidade do serviço oferecido pelos bares e restaurantes”, destaca.O programa também oferece, gratuitamente, um curso online gratuito com oito horas de aulas a respeito do serviço do vinho, com vídeos gravados na Serra Gaúcha, avaliações online, fóruns de discussão e material didático.

Ao todo, bares e restaurantes de 16 cidades em 14 estados brasileiros estão participando do programa Qualidade na Taçadesde setembro de 2014.De acordo com dados do Ibravin, atualmente o Brasil é o quinto maior produtor de vinhos do hemisfério sul, que exporta para 34 países e movimenta cerca R$ 1,2 bilhão. Ainda segundo o Instituto, o faturamento de estabelecimentos que vendem vinhos e espumantes cresce de 25% a 30% ao ano. Ao todo, o Brasil possui 1,2 mil vinícolas, das quais 90% são micro e pequenas.