Vinícolas apresentam novidades no Circuito Brasileiro de Degustação

Evento reuniu trade gastronômico e formadores de opinião no Recife (PE)




O Recife recebeu, na última terça, 6 de outubro, a etapa local do Circuito Brasileiro de Degustação, que reuniu dez vinícolas nacionais, o projeto Suco de Uva 100% do Brasil e a Oxford Porcelanas para apresentação das novidades ao mercado local. O evento, promovido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), contou com a presença do trade gastronômico, profissionais do vinho e formadores de opinião.

Para o presidente da Abrasel-PE, Núncio Natrielli, o Circuito é importante para que empresários do ramo de bares, restaurantes, empórios e casas especializadas possam ficar a par das novidades. “A produção nacional está crescendo bastante e com muita qualidade. O Circuito é importante para que os empresários possam expandir os horizontes sobre as diversas opções de vinhos e espumantes nacionais”, conta Natrielli.

Os 430 presentes puderam degustar as opções oferecidas pelas vinícolas Casa Valduga, Cooperativa Vinícola Garibaldi, Domno, Guatambu Estância do Vinho, Lidio Carraro Vinícola Boutique, Luiz Argenta Vinhos Finos, Miolo Wine Group, Rio Sol, Vinícola Perini e Vinícola Salton.

Entre as novidades, o Espumante Garibaldi Prosecco Brut, da Vinícola Garibaldi que, este ano, foi classificado entre os dez melhores espumantes pela World Association of Writers & Jornalists of Wines & Spirits (WAWWJ) – que em português significa Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores. A vinícola traz também a linha Garibadi Acordes, um vinho branco Chardonnay, um tinto Merlot e um espumante Champenoise.

Já a Vinícola Luiz Argenta lançou seu o primeiro espumante brut: um 48 meses, millésime safra 2010, 100% Chardonnay. “Ainda na Linha Luiz Argenta, foi lançado um tinto estilo Ripasso, feito das variedades Cabernet Franc, Petit Verdot e Merlot, com 18 meses de maturação e, para contraponto, o branco jovem Viognier, classificado como fresco, com aroma de flores brancas, tutti-frutti e anis, ótimo para o clima quente do Nordeste”, explica a gerente comercial Patrícia Poggere.

A Casa Valduga trouxe a linha Origem, de vinhos jovens, que compreende um Chardonnay, um Cabernet Suavignon seco e um meio seco. Na Lídio Carraro, uma das grandes novidades é a versão “baby” da linha Faces com apenas 187,5 ml, nas versões tinto, branco e rosé. Para o enólogo e diretor comercial da empresa, Juliano Carraro, a garrafa baby – o equivalente a uma taça – incentiva o consumo do vinho. “Nossa linha tem a proposta de representar o estilo do vinho brasileiro com característica jovial, vibrante e alegre, que tem harmonização bastante versátil, combinando com diversos tipos diferentes de gastronomia”, explica Carraro.