Food Service em 2015
Unilever Food Solutions Analisa o Ano

Com a balança positiva para alguns e negativa para outros, o vice-presidente da empresa, Ricardo Marques, analisou as perspectivas do mercado e como o operador de food service deve encarar e investir no ano de 2015. "Existe uma expectativa negativa em relação ao food service, o que não significa uma queda, mas uma desaceleração, já que o mercado vinha crescendo na casa de dois dígitos, num ritmo muito forte. Porém, de modo geral, os indicadores mostram que o food service vai seguir crescendo e com potencial para os próximos anos", disse, em entrevista exclusiva ao Portal Giro News.

Influência nos Canais       
Segundo Marques, no primeiro trimestre do ano foi possível ter uma ideia de como o mercado deve reagir, embora ele ressalte que a fotografia de agora pode não ser necessariamente a fotografia do ano inteiro. "Estamos num momento de instabilidade. As pessoas têm dúvida do que vai acontecer e controlam um pouco os gastos. Por isso, a análise é que os canais que atendem a demanda do lazer já tem sofrido mais, porém, aqueles que atendem uma demanda de necessidade, como almoço em áreas comerciais, continuam bem", indica.           

Oportunidade
Para o executivo da Unilever Food Solution, o food service deve agora voltar suas atenções para a rentabilidade do seu negócio. "A grande oportunidade num momento como este é que o operador deve olhar para a sua cozinha e planejar de forma mais eficiente. Por exemplo, com a inflação disparando, influenciada pelos itens de alimentação, como tomate, cebola e outros, é óbvio que essa variação vai impactar. E hoje o food service tem a possibilidade de substituir o uso do produto in natura para se proteger da inflação", sugeriu. Atualmente, a Unilever distribui diretamente para cadeias de fast food e atende outros operadores através do atacado distribuidor e cash & carry. 

Ganho com a Equipe
Seguindo o mesmo raciocínio de rentabilizar a operação, Marques acentuou que a substituição de alguns itens in natura por produtos processados protejem contra a inflação pontual. São produtos que também facilitam a mão-de-obra e proporcionam ao operador mais produtividade de seus colaboradores. "Se eu utilizo ingredientes que tornam o processo mais eficiente e eu libero tempo para minha equipe, posso focar os profissionais em um novo preparo, para algo que pode ser mais rentável", concluiu.

FONTE: notícia do Gironews.com