A taxa de interessados no segmento é o dobro do segundo mais cotado, de Beleza e Saúde

Um estudo do Portal Sua Franquia, do Grupo Bittencourt, revelou que 63% dos brasileiros que buscam abrir uma franquia pretendem empreender no segmento de Alimentação. A taxa de interessados é o dobro do segundo segmento mais cotado, de Beleza e Saúde, com 33%.

O segmento de Negócios e Serviços aparece em terceiro lugar entre os mais buscados por futuros franqueados, com 26%. Em seguida estão Cosméticos e Perfumaria, Vestuário, Calçados e Acessórios e Entretenimento, com respectivamente: 24%, 23%, 17% e 15%.

De acordo com os entrevistados, os itens mais considerados para procurar uma franquia ideal são a rentabilidade do negócio e o apoio da franqueadora. A marca, apesar de ser considerada no passado como o maior atrativo para os novos investidores, ficou atrás de motivos como o faturamento médio da franquia, apoio na divulgação do negócio e treinamentos previstos. O número de unidades franqueadas da rede foi considerado de menor relevância para entrar no setor de franchising, informou a pesquisa.

Para quase 50% dos pesquisados. a economia atual do País os motivou a empreender. Alguns dos fatores para o incentivo são a situação favorável do nível de emprego e a facilidade de obtenção de crédito, junto às instituições financeiras. Entre as principais razões para abrir uma franquia está ser o próprio chefe, porém sem precisar começar do zero, como iniciar o próprio negócio. Em seguida, aparece ser a principal fonte de renda e expandir os investimentos.

“Hoje, o empreendedor se sente mais confortável a se arriscar em um negócio próprio por sentir que pode voltar ao mercado de trabalho caso não atinja suas expectativas”, explicou o gestor do Portal Sua Franquia, Renato Sala. “Mesmo com o aumento gradativo das taxas de juros para contenção da inflação, os bancos ainda são considerados como alternativa para financiamento do investimento inicial necessário à abertura da franquia.”

Apesar do desejo de iniciar uma franquia, 61% dos interessados ainda não possuem experiência como empresários. Os entrevistados também consideram abrir uma franquia em pouco tempo. A maior parte deles (34,5%) pensa no investimento entre seis a 12 meses. Já 24,3% consideraram tal possibilidade em apenas seis meses, 21% entre 12 e 18 meses e 14,2% pensam em abrir uma franquia já 24 meses.


Fonte: InfoMoney