Cursos gratuitos de curta duração qualificam pessoal em várias áreas para garantir renda na Copa

Rosa Falcão

Se você quer trabalhar na Copa do Mundo ainda há tempo de se capacitar nas áreas de turismo, hospitalidade, alimentos, idiomas, telemarketing e beleza. O melhor é que existem cursos gratuitos de curta duração dos programas Pronatec/Turismo, Primeiros Talentos e Programa Senac de Gratuidade (PSG). São mais de 8 mil vagas para qualificar os pernambucanos que pretendem atuar diretamente com o público que vem para os jogos do Mundial. Alguns cursos já iniciaram e outros abrem as inscrições a partir da próxima semana.

Maria Cleide da Silva, 45 anos, garantiu a oportunidade. Ela conseguiu uma vaga no curso de cabeleireiro na escola do Senac de Paulista. “Quero agarrar a profissão com unhas e dentes. Já montei um salão e atendo as minhas clientes em casa. Aposto nos jogos da Copa para aumentar a clientela”, planeja. No curso, a professora Suziane Escorel, ex-aluna do Senac, oferece um módulo de penteados diferenciados para fazer a cabeça das mulheres durante os jogos.

Os alunos do curso de salgados têm a oportunidade de aprender e elaborar um ratatouille com sotaque nordestino. O clássico prato da cozinha francesa é uma das receitas do professor Jacques Gonçalo aos alunos atentos das turmas do Programa Senac de Gratuidade (PSG), da área de alimentos. Vânia Maria da Conceição Silva, 43 anos, desempregada, busca uma nova qualificação profissional. “Com o curso a gente aprende a fazer os pratos e noções para receber bem o turista”, diz.


Se depender do chef Jacques, os alunos terão um lugar ao sol na Copa. “Como tenho muitos contatos com empresários da área, encaminho alguns alunos para os restaurantes, antes mesmo de terminarem as aulas”. Formado em gastronomia e entusiasta da profissão, ele considera a área de alimentos com potencial para a criação de novos empregos no estado.


Atendimento
Que tal o turista ser recepcionado no Aeroporto dos Guararapes com massagens relaxantes para tirar o estresse antes de seguir para a Arena da Copa. Esta é uma das oportunidades para as alunas da professora Célia Cavalcanti, tecnóloga do curso de estética do Senac-PE. Peeling, tratamentos corporais e faciais, massagens. São algumas técnicas oferecidas durante as aulas. “Após o curso elas poderão trabalhar nos hotéis, aeroportos, clínicas e fazer atendimeno home-care”, sugere Célia.


Rafaela Keila Galdino, 27 anos, está perto de concluir o curso técnico de estética e já montou um espaço em casa. “A área de estética está crescendo muito. Espero abertura maior do mercado com a aproximação da Copa”. Com o ensino médio completo, Rafaela faz planos de abrir uma clínica e ganhar dinheiro com a beleza.

Saiba mais


Veja alguns cursos gratuitos para a Copa

· Auxiliar de cozinha

· Agente de informações turísticas

· Camareira

· Recepcionista de eventos

· Barista

· Recepcionista em meios de hospedagem

· Organizador de eventos

· Garçom

· Cabelereiro

· Massagista

· Sommelier

· Operador de telemarketing

· Instalador e reparador de redes de computador

· Auxiliar administrativo

· Operador de supermercado

· Porteiro e vigia

· Almoxarife



Cursos para todos os gostos

Além de Paulista, os cursos gratuitos de qualificação profissional serão oferecidos pelo Senac nos municípios de São Lourenço, Carpina, Nazaré da Mata, Goiana, Olinda e Recife, em parceria com as prefeituras e o governo estadual. Para participar, o candidato deve ter carteira de trabalho (seja empregado ou desempregado), e renda familiar per capita de até dois salários mínimos (R$ 1.448). A gerente regional do Senac para a Mata Norte, Guiomar Albuquerque, explica que a programação dos cursos tem como foco as necessidades do mercado de trabalho para o evento da Copa do Mundo.


Os cursos de curta duração, com carga horária de 160 horas/aula a 300 horas/aula, serão ofertados até as proximidades dos jogos do Mundial. Para consultar a grade de cursos, as datas de inscrição, o início das aulas e os pré-requisitos, os candidatos podem acessar o site do Senac em Pernambuco. As inscrições poderão ser feitas pela internet ou nos Centros de Assistência Social das prefeituras. Os alunos do programa Pronatec/Turismo recebem uma ajuda de custo de R$ 10 por hora/aula, além do material didático gratuito.        

Valter Jarocki, presidente da Abrasel-PE, diz que o setor de bares e restaurantes vem realizando treinamentos e capacitação de mão de obra para a Copa. Segundo ele, há carência de profissionais, porque houve fuga de mão de obra para outros setores econômicos em ebulição no estado. Ele cita a construção civil e o polo petroquímico de Suape. “É possível que alguns estabelecimentos onde se concentrarão os eventos da Copa precisem reforçar os seus quadros”, sinaliza.      

A rede hoteleira também se preparou para atender o turista que desembarcará para assistir aos jogos do Mundial no Recife. Carlos Maurício Periquito, vice-presidente da ABIH-PE, compara a Copa com os períodos de alta temporada, como o carnaval e os congressos internacionais. Segundo ele, os hotéis já possuem expertise para enfrentar os possíveis gargalos. Mesmo assim, existem umas brechas que podem encaixar novos talentos. “Os hotéis estão preparados mas é possível que haja um reforço pontual de mão de obra”. (R.F.)


Fonte: Diario de Pernambuco

Confira a matéria no site do Diario de Pernambuco clicando aqui .